sábado, 9 de agosto de 2008

As férias com o outro lado

Antes de mais, há que considerar que o outro lado é pois claro o pai e a correspondente família do mesmo.

Este ano foi o primeiro ano que a moça lá foi de férias com eles. Antes de ela ir, eu estava um bocado apreensiva, até porque aquele tipo não me tranquiliza simplesmente pelo facto de ser casmurro e não me dizer tudo sobre a miúda porque simplesmente acha que não tem de dizer. Mas adiante...

Eu ao contrário de muitas mães e pais posso ter férias. Mesmo férias. Daquelas verdadeiras.
Senão vejamos:
- Posso acordar ao meio-dia, e pensar que acordar às 7h30 da manhã com uma mão pequenina a abri-me os olhos e a dizer: “mamã já e de dia, acorda", é meramente uma ilusão.
- Posso se quiser, ir ao cinema todos os dias.
- Posso também, apenas acabar o livro que ando a ler a dois séculos, mas que ainda não consegui porque mal pego no livro, e me vou sentar, oiço logo uma vozinha a dizer: "mamã, mamã toria". E explicar a uma criança de 2 anos que historias sobre o exercito israelita não é historia para se contar a crianças, nãoooo é fácil. Mais quando temos uma filha que não se contenta com um simples: “esta não”.
- Posso ir a praia, e conseguir efectivamente estar mais de 5 minutos deitada na toalha, sossegada sem que leve com um balde de água em cima das pernas, ou com quilos de areia.
- Se algum(a) amigo(a) me ligar para fazer qualquer coisa, posso decidir na hora, sem pensar em nada a não ser na minha única vontade.

E podia continuar.... Mas acho que deu para perceber o sentido da coisa.

As férias com o outro lado, são para mim significado de férias também para mim. Uma coisa que eu acredito que todos os pais deviam ter. Que isto de ter filhos, é daquelas viagens em que não existe regresso, e por isso há que parar essa viagem de quando em quando, respirar fundo, recarregar baterias e seguir de novo. Daqui a 5 dias sigo viagem novamente...até ao ano que vem.

E o bom nisto tudo, e que a minha filha, deve pensar mesmo como eu, e deve querer férias da mãe. Já que nunca vem ao telefone para falar comigo. E quando o pai a veio buscar para ir com eles, o que ouvi dela foi um simples: “mamâ, xau. M. Féria papa. xauu.”

Mãe e filha desnaturadas em sintonia! É o que se quer :)

7 comentários:

Tânia disse...

Estou-me ainda a rir da última frase... A malta é que n assume isto que falas, mas qd os putos vão para casa dos avós nas férias é o quê? Estamos conversadas ;)

Rita (a minha pequena lua) disse...

pelo menos ela vai alegre, isso deve deixar-te tb um bocadinho mais sossegada, porque apesar de tudo, ela gosta de ir ;) sua desnaturada :))) aproveita o descanso da miuda!

Monica disse...

Estás como eu, desde a semana passada!
Sabe TÃO bem!
5ª já vou ter com eles (o Pai está com eles) porque entro eu de férias :)
Beijocas

Mother_24 disse...

lololol ora isso é que eu chamo de férias no bom sentido da palavra :D

Quando se encontrarem é que vai ser :D

jocas e boas férias :D

mãe da caracolita e da pipoca disse...

Olá!
Sou nova na vizinhança :)
A porta do meu cantinho está aberta para quem quiser visitar... e deixar um testemunho se quiser, eu agradeço!

Até breve!
Bjinhos

Tranças disse...

OI, entrei aqui atraves do Babyboom, e estou a adorar o vosso blog.
Vou passar por aqui mais vezes.

JOcas às 3

gosto-muito-de-voce-leozinho disse...

é verdade......é fundamental estar de ferias dos filhos