segunda-feira, 25 de janeiro de 2010

Agora é a minha vez...E aviso já que sou além de desnaturada sou bruta como tudo!

Estou aqui ha cerca de uma hora, a escrever e a apagar, a escrever e apagar - porque se por um lado não quero ofender ninguém, por outro lado a minha vontade é mandar esta gente pequenina á merdinha. Então fico sem saber o que escrever ao certo. Mas cá vai:

Quem acha que ganhamos dinheiro com os desabafos, ironias, e algumas palermices que dizemos neste blog, então faça favor de depositar um dinheirinho em cada uma das nossas contas, que ainda não temos conta conjunta entre as três.

Quanto mais penso se deveríamos ou não ter acedido a participar nesta reportagem, mas acho que sim. É que uma das minhas dificuldades na educação da minha filha era explicar-lhe o que eram pessoas sem sentido de humor, que não sabem se rir delas próprias, que não conseguem apontar o dedo a elas mas apenas aos outros. O que eram pessoas que tudo o que fazem tem de ter como denominador comum o dinheiro.
Com os comentários mais depreciativos que temos tido ao artigo, a minha vida ficou bem mais facilitada. O meu obrigada!

Aos outros comentários (e felizmente que são mais) que se identificam connosco, só posso agradecer, e esperar que continuem a visitar-nos.

Ps: A quem quer comentar este post e vai falar mal, conte até 10 ou até 1000. Vá até a uma divisão da sua casa que tenha um espelho, e centre a sua cara nele. Fique 10 minutos só a olhar para si, e a pensar na sua vida até ao dia que leu este blog. Se ainda assim continuar convicto(a) que é melhor que qualquer uma de nós, e quer escrever qualquer coisa depreciativa, então força. Escreva à vontade, desabafe. Mas cuidado, não vá ter algum ataque de fúria, e depois é tão ou mais desnaturado(a) que qualquer uma de nós três!!!!

12 comentários:

Joana Cunha disse...

Olá "desnaturadas"

O meu nome é Joana e já visitei o vosso blog algumas vezes. Hoje decidi escrever para vos agradecer.... MUITO OBRIGADA
A 1ª vez que li o blog (digo "portuguesmente" e desculpem o termo) quase me mijei de tanto rir, as lágrimas caiam-me de tanto rir.
Adoro o vosso blog. Não tenho filhos, ainda, mas acho k toda a gente tem pensamentos desses nem que seja só mt de vez enquando.
Ainda bem que em Portugal há gente com sentido de humor.
Não liguem ao que as más linguas escrevem.

Força continuem "desnaturadas" porque toda a gente o é uma vez na vida.

Beijos

Joana disse...

Oh Joaninha, confesso que ando um bocado afastada da blogosfera e que se parei aqui neste canto 5 vezes foi muito... Vi no facebook (provavelmente a frase mais utilizada em 2009 - "vi no facebook" LOL)que algo se passava e vim ver o porquê da polémica.
Digo-te a ti, à Rita e à Tânia: estão surpresas?... Ao tempo que "andamos nisto", sabemos bem que há sempre um ou outro anormalóide que tem de vir despejar as frustações na internet.
Vocês têm que se lembrar que se trata de pessoas fracas, sem estofo e sem coragem de confrontar seja quem for na "vida real", logo precisam disto.
Vá, deixem de ser é desnaturadas para @s leitor@s, compreendam que há gente que precisa mesmo disto (sentem-se poderos@s!) e siga! :D
Agora a sério, nem sei porque dignam estes atrasadinh@s com a vossa irritação. Borrifem de alto no assunto, que são as 3 mulheres com mais que fazer do que dar importância a estas míudices...
Beijos para todas, com saudadinha.
(agora ando no Sapo, embora não escreva há 1500 anos... http://piuzitos.blogs.sapo.pt)

Igraine disse...

Gosto imenso de vos ler... e já que falamos de dinheiro... olha, se escrevessem um livro eu comprava-o de certeza :p

Já agora, não se incomodem por comentários idiotas ou invejosos... Então a tal Filipa, a data de comentários que tenho encontrado dela nalguns blogs... tss, tss... alguma frustrada que tem em casa a cria perfeita, de certeza... Ooops, escrevi isto aqui? Shame on me... o que vale é que pelo menos vocês sabem o que é a ironia! ;)

Continuem o óptimo trabalho.

Beijocas*

Paula disse...

Eu cá continuo fiel, sem expectativas algumas de mudança!!!

Este blog é um bocadinho nosso... de todas as mães "desnaturadas", muito mais MÃES que muitas!!!

Por isso permitam-me que diga de minha justiça, gente "pequenina" (de mente, não de corpo!) sigam o conselho da Jo, adicionem alguma réstia de humildade que tenham, e se forem capazes ponham (alguma da) massa cinzenta a trabalhar e aprendam a rir, a ter humor... pena de vós... lamento, talvez tenham passado por algum episódio constrangedor ou menos feliz na infância, se calhar nem conseguem ver o azul do céu nas suas mil tonalidades, o cinzento deve dominar-vos... temos pena!
Sinceramente... mas não venham (tentar) mandar pra baixo quem está muito acima de vós... a inveja é uma coisa muito feia! - Já dizia a minha Mãe!

mamie2 disse...

Comento só para deixar um beijinho às três e pedir que continuem com o mesmo humor de sempre.

Sobre o resto nem comento, que não merece que se perca tempo com gente que não se sabe rir.

Beijinhos

Maria disse...

Lool.. Ignorem estas senhoras que se acham alguma coisa...

Bjnho.

Ana disse...

LOL! Não conhecia o vosso blog, mas uma amiga enviou-me o link com o comentário: não estás sozinha :D

Obrigado pelas vossas crónicas, desde que aqui cheguei e comecei a ler tem sido uma risota pegada.

Mas mais do que o bom humor (que também é importante), o vosso site é reconfortante para todas nós que estamos longe de ser perfeitas e tantas vezes sentimos que há coisas que só se passam connosco...

É bom ver que estamos "acompanhadas na desgraça" e que sabemos rir dela!!! Também eu (com 2 filhas, uma de 3 e outra de 9 meses, e com o marido sempre a viajar), tomo banho de porta aberta, esqueço-me do vigantol vezes sem conta, de lavar os dentes da mais velha, etc, etc... e depois dou sempre de caras com as mães das miúdas do colégio, todas arrumadinhas e perfeitas e penso: caramba, só eu sou assim desajeitada, coitadas das minhas miúdas! Pois agora sei que posso contar com o vosso blog para me rir, para des-stressar e para me ajudar nesta "profissão de fé" que é ser mãe nos tempos modernos.

Um abraço amigo!

Turnleft disse...

Não sabia que existiam, e sim foi através do cm online!
Dei uma passagem rápida pelos vossos "desabafos" e identifiquei a minha vida maternal.
Não se preocupem com as criticas.
Quando dizem: "Rita, os teus filhos são lindos!!" eu respondo: " São umas lindas pestinhas, isso sim". Ficam sempre a olhar para mim com cara de " que mãe, a dizer isso dos filhos" e nem lhes passa pela cabeça que não trocava as minhas pestinhas, que deixam a minha roupa suja, mesmo antes de sairmos de casa: que fazem birras porque sim; que são os causadores de mais duas ou 3 rugas na minha cara, POR NADA DESTE MUNDO! Continuem grandes Mães como são e as mediocridades acabam sempre por passar ao lado! RSG

Turnleft disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
PAPOILA disse...

Olá meninas! Sou vossa leitora silenciosa desde o inicio e como mãe aproveito para vos dar todo o apoio e pedir que nãom parem de escrever e contar os momentos com os vossos filhotes. Sou mãe de uma princesa de 11 meses e meio e embora ela não me dê muito trabalho consigo visualizar-me a viver muitas das vossas vivencias. A cena do Vigantol passa-se cá em casa também, foram mais as vezes em que me esqueci do que aquelas em que me lembrei...
Sei que não sou uma mãe perfeita, até porque isso não existe mas sei que faço tudo para ser a melhor mãe quea minha filha pode ter.


beijocas para as desnaturadas e filhotes

Benfeitense disse...

Minhas caras,

Li o artigo no CM e não resisti a vir conhecer o vosso blog. Tal como vocês, sou uma mãe "desnaturada". A minha Laura tem 15 meses e por vezes só tenho vontade de a atirar pela janela. Não há muito tempo, quando deixei sair este comentário em público foi presenteada com os olhares fulminantes de recriminação de quem nunca foi pai/mãe. Aliás, só quem não tem filhos e até sobrinhos (ainda que sejam filhos dos amigos) pode olhar para estes comentários desta forma.
Todas adoramos os nossos filhos, mas por vezes eles ficam insuportáveis e temos uns ataques de fúria inofensivos, mas sinceros. Os comentários acusatórios que vos fizeram devem ser tecidos por mães sem sangue quente... répteis!
Continuem que agora que vos descobri serei vossa assídua seguidora.

Beijos

Carla disse...

Olá chamo-me Carla, é certo que ainda não li mto o vosso blog mas assim que li a reportagem no jornal fiquei mto curiosa pois por mto que ame os meus filhos as vezes também me passo e isso é ser humana, não entendo que critcas possam ter pois o mundo não é perfeito e o blog é uma brincadeira com o nosso lado negro. vou ficar vossa seguidora e não ligem a quêm não têm sentido de humor ou quêm tem medo de assumir o que lhes vai na alma.