quinta-feira, 12 de junho de 2008

os melhores.. têm de ser os melhores!!!

Acho que é assim que pensam os pais sobre os próprios filhos.
Eu que já ando neste mundo da blogosfera à algum tempo é ver blogs e mais blogs a comentarem tudo os que os filhos fazem e dizem. E então quando já sabem escrever aos 4 anos? e quando sabem o alfabeto todo aos 2 anos? e quando sabem contar até 50 com 3 anos? Bem , eu já vi(li) de tudo...

A minha catraia ao estar 3 anos comigo em casa eu nunca a estimulei para saber as cores, números etc,etc.
Ia ensinado as coisas ao longo do dia a dia mas nada mais que isso.

O pediatra deles tal como eu gosto é muito descontraído e disse sempre para eu não me preocupar porque quando ela fosse para a escola ia-se igualar aos outros!!
Eu realmente nunca me preocupei com o assunto....

Ela lá foi para a escola e o conhecimento sobre as coisas foi surgindo naturalmente e sem pressões!

Um dia destes a educadora estava muito chateada porque uma mãe de um menino, foi falar com ela,muito preocupada porque a mãe estava a tentar ensinar o filho a escrever(com 3 anos) e o puto que não atinava com isso...

Eu desatei a rir(para não chorar) e a educadora ,que felizmente pensa como eu, disse à mãe para ela ter calma porque com a idade deles eles têm outras coisas que têm de aprender,tal como aprender a pintar sem sair dos espaços e saber pegar convenientemente num lápis!!!

a minha filha sabe contar muito bem (até 10 :P) , sabe as cores todas( mas mete os pés pelas mãos e tem uma preguiça que nunca vi, portanto nunca acerta nas cores, excepto no rosa,CLAROOOO e no laranja), a minha filha não sabe escrever, não reconhece as letras, mas reconhece ALGUNS números(e juro que não fui eu que lhe ensinei,lol).
A minha filha pediu-me para lhe ensinar inglês,o que lhe disse foi que lhe ensinava sim, mas depois de ela saber falar BEM português!!!

O meu filho sabe contar até 3, sabe contar em pares(2,4,6), não sabe as cores, sabe contar histórias e sabe algumas letras de música,conhece bastantes animais, mas eu juro que não fui eu que lhe ensinei!
Ele pode sim agradecer à irmã dele por ser a sua professora nas suas pequenas aprendizagens!

Eu jogo à bola com o meu filho, faço-lhe cócegas, faço palhaçadas, dou-lhe papéis e lápis de cor para ele riscar à vontade. Dou-lhe colo, rectifico-lhe as palavras que ele pronuncia mal ou mesmo que não sabe!
Brinco com ele ás cozinhas e ás papinhas...

Com a minha filha, brincamos às princesas, fazemos fios de missangas,falamos de príncipes e princesas, inventamos histórias e rimos por tudo e por nada.

se eu comparasse os meus filhos com outras crianças na vertente de conhecimentos de cores, números,letras,etc, de certeza que iriam ficar em último lugar.
Mas se os comparasse na vertente dos afectos, da felicidade, da alegria de certeza que ficariam muito bem posicionados!!!


Melhores ou piores, não interesa!!! Interessa sim ,que sejam sempre felizes, como quiserem!!!

10 comentários:

Monica disse...

Saudáveis e felizes é essencial.
O resto vem naturalmente, seja com que idade for :)
Beijocas

Mother_24 disse...

Ena, este post não é nada de mãe desnaturada :D

Devo confessar que nessas cenas de ensinar o meu tb sou muito desnaturada , mas pela pedalada que o miudo tem, acho que no resto tou-me a dar bem :D

jocas

I disse...

Blog dos blogs!
Adorei!
E tb sou uma GANDA MÃE DESNATURADA, não conto é a ninguém ;)
Dizer que gostei é pouco, muito pouco... venho ca sempre q possa
Parabéns!
E sim o que interessa é o AMOR

Silvia disse...

Adorei! E eu que também sou uma desnatuda que leva o mais velho para a creche enquanto fica em casa a namorar coma pequena!... Tens toda a razão, o que interessa é serem felizes, o resto lá vem...

Tânia disse...

Sua desnaturada!! Então e tocar piano e falar francês? :P

Piuzitos disse...

Por acaso não faço nada a mesma leitura que tu do assunto... Acho que, estando no "mundo" dos babyblogs, é no mínimo natural que os pais se gabem dos feitos dos filhos, desde os mais insignificantes aos mais "possantes". Não acho que isso seja sinónimo de quererem que os filhos sejam os melhores, mas sim sinónimo de orgulho, galinhice, portanto! E olha que da galinhice nenhuma Mãe se safa, nem as mais desnaturadas! ;)
Depois também tens de ver que o desenvolvimento das crianças depende muito do estímulo que recebem e se os teus têm a sorte (ou não, depende do ponto de vista) de ter estado sempre contigo, a maioria das crianças não tem outro remédio senão ir para os coleginhos com meses de vida, o que condiciona necssariamente o seu desenvolvimento.
Como dizia o Einstein, tudo é relativo - eu concordo.
Quanto a mim, o meu filho não é precoce nem sobredotado - às vezes até consegue ser um bocado mais tardio que as outras crianças nas suas conquistas (falo do Henrique, pois o Tiago é aquela máquina...), mas isso sinceramente não me preocupa. Nem tão pouco me transtorna saber que x ou y já fazem uma série de coisas que o meu não faz. É como tu dizes: é meu e eu gosto dele quer ele saiba contar até 10 ou até 1000!... O que também não implicará que aqueles que sabem, de facto, mais que os outros sofram de alguma espécie de déficit de carinho...
Mas lá está, opiniões. Esta é a minha!

Jo disse...

Olha eu cá a acho um piadão o pessoal inventar que os filhos fazem isto e fazem aquilo. Ou se calhar não é inventar, é mesmo exagerar. Mas já antigamente se dizia: "quem conta um conto, acrescenta um ponto."
É normal que uma criança que está num infantário com outras crianças se desenvolva mais rapidamente (por algum motivo tudo o que é médicos, psicologos, e afins aconselham que as crianças com deficiencias andem em escolas ditas "normais").
Mas cada miudo tem o seu proprio desenvolvimento. A minha não começou a gatinhar aos 5 meses e toda a gente dizia que ela era o máximo, e depois só começou a andar aos 14 meses. LOOL
Cada criança é como é, agora que ha paizinhos que abusam nas histórias e que para eles os filhos nunca fazem porcaria, ai isso, há!! :D:D:D

Amores Perfeitos disse...

joana:

eu não acho que ir para o colégio condiciona o desenvolvimento deles.Pelo contrário acho os muito mais desenvolvidos.

Nos infantários as educadoras estão lá para isso mesmo, se estiverem em casa ( e eu falo mesmo por mim) é mais complicado reservares meia hora ou mesmo 1hora para estimulares o teu filho e ensinares o mesmo que ensinam num infantário porque em casa tens sempre milhentas coisas para fazer e o tempo vai voando.

e digo isto pq foi notoria a evolução da B qd entrou p a escola e sei q o mesmo se vai passar com ele.


o meu post prende se muito com a minha ideia que os pais hoje em dia exigem muito dos filhos, principalmente na área dos estudos e conhecimento. e essa exigência verifica-se desde idades muito precoces(3,4anos).

beijos

Rita disse...

a minha está com os teus. sabe as cores, é um facto, tb sabe os animais, mas é porque é curiosa e pergunta o que é e eu, então, explico. Mas contar??? Nem pensar. Aprendeu que tem dois anos e já é muito... começou há pouco tempo a saber que a mão tem 5 dedos e gosta que lhe contemos até 5 mexendo em cada um deles, mas ela a contar é linda: um, doi, tê, cato, tinto e para por aí... pintar, isso tb pinta muito e inclusivamente deixo-a pintar com os dedos acho que a estimula muito e ela adora... mimos, tb dou muitíssimo e na minha opinião, é o mais importante. Estimulo a linguagem dela, conto-lhe histórias e mostro-lhe coisas novas para ela aprender palavras novas e conhecer o que a rodeia, mas nada mais... sabes que a minha tb não está no infantário e por isso, comparada a outros tb é... diferente... o pediatra tb é mt descontraido e já me disse que ela está mesmo a precisar de escola, para desabrochar... é mt comportada... eu cá, até temo, acho que assim que entrar na creche vão começar as birras e o mau comportamento todo começa a nascer... mas tb sei que a nivel de aprendizagens e socialização ela vai ganhar... e cada coisa a seu tempo, eu cá não me preocupo com isso. Amor e carinho ela tem, o resto vem por acréscimo...
bj, momentos ao luar (adorei ler este post)

gosto-muito-de-voce-leozinho disse...

a minha filha tem muito amor e colo; mas eu reservo algum do meu empo para brincar aos numero..leitura de estorias, idas a biblioteca....objectivo estimular o raciocionio matematico e a leitura.sempre na brincadeira e sem obrigação de....


nos os pais somos os principais educadores....agora cada um tem o seu tempo....